EducaPX SitePX AWS Contraste Aumentar/Diminuir a fonte

Vivências do 5C (2º semestre)

Publicado em 18/12/2018 às 16h09

2º SEMESTRE DE 2018– TURMA 5C- PROFªs BETH e ELIANA 

Épocas Trabalhadas / Projetos / Atividades

(Percurso realizado pelo grupo)

      Iniciamos o segundo semestre com vivências de acolhimento às crianças no retorno das férias. Em uma delas trabalhamos a receita do bolo de chocolate que foi uma receita proposta por eles e eleita como a mais gostosa através de votação. As crianças participaram com entusiasmo de todo o processo de realização do bolo. 

A Cultura Afro-Brasileira foi amplamente abordada na nossa sala através de imagens africanas, mapas, animais da África, brincadeiras, dança circulares e manuseio de objetos de origem africanos na sala ambiente que foi montada para a realização de vivências e apreciações com esse tema.

Através de brincadeiras e jogos que trabalhassem a linguagem corporal e a artística, demos ênfase a diversos tipos de desenho, apreciação de obras de artistas negros como, por exemplo, Arthur e João Timótheo, audição de músicas da capoeira, brinquedos cantados, rítmicos, jogos com som e instrumentos como o Caxixi, Pandeiros, Triângulo, Alfaia, Tambor e Agogô. Foram realizadas várias vivências como filmes, desenhos, apreciação de imagens positivas da África, a Capoeira, a sua história, seus fundadores, o seu ritmo (ginga) e tentativas de execução de alguns movimentos.

A apresentação dos bonecos africanos foi realizada através de uma história e a escolha dos nomes por votos das crianças e seus respectivos significados. Os nomes escolhidos foram Kamau (guerreiro) e Keli (bonita). As crianças tiveram a oportunidade de passar um final de semana com eles em casa e com o auxílio da família registrar essa experiência de forma oral, escrita e através de desenhos, pinturas e fotos.

 Foi desenvolvido um trabalho com o tema Ubuntu que é uma palavra existente nas línguas Zulu e Xhosa falada pelos povos da África do Sul que representa uma filosofia e uma ética antiga africana que significa um modo de viver, um conceito moral, uma filosofia que se opõe ao individualismo. É uma alternativa de convivência social pautada pelo altruísmo, fraternidade e colaboração entre os seres humanos. "Sou quem sou, porque somos todos nós. "Todos são afetados quando um semelhante é afetado, devemos nós importar com os outros, nossa felicidade consiste no contato e partilhar a vidas com outras pessoas. Ninguém brinca sozinho, ninguém joga sozinho. Esses conceitos foram trabalhados em nossa sala através de rodas de conversa, imagens e desenhos do livro: Ubuntu.

Através de roda de conversa e brincadeiras teatralizadas as crianças vivenciaram a necessidade do outro para várias atividades, sempre relacionando com a cultura de paz e solidariedade. Vivenciaram também o respeito às características pessoais relacionadas ao gênero e à etnia, a cooperação e o diálogo como forma de lidar com conflitos. Mediamos várias discussões e resoluções de condutas quanto ao comportamento deles. E nossa turma chegou à conclusão que “ninguém é feliz sozinho”. Finalizamos o Projeto com uma grande festa africana, com a apresentação de dança, desfile das crianças e exposição das atividades vivenciadas.

Na parte psicomotora propusemos atividades de equilíbrio, agilidade, força, e resistência com vários materiais estruturados (bolas de Pilates, cones, bolas de várias modalidades esportivas, chapéu chinês, trave de equilíbrio, cordas) e não estruturados (pneus, caixas, potes, garrafas) entre outros.

Na linguagem musical foram realizadas diversas vivências relacionadas à escuta, apreciação e sonorização de histórias e improvisação musical com temas folclóricos e da natureza: chuva, pássaros, mar e diversos animais, manuseio de instrumentos oficiais e da caixa sonoros construídos por eles. No final do ano tiveram a oportunidade de manusearem os instrumentos do Parque Sonoro da escola.

As aulas-passeio fizeram parte das nossas atividades durante esse semestre possibilitando grande aprendizado as crianças, fomos ao Circo Spacial e ao Museu do Inseto onde tiveram a oportunidade de vivênciar fora da sala da aula conhecimentos sobre a arte circense e sobre os insetos que compõe a nossa biodiversidade.

Na linguagem verbal trabalhamos várias manifestações orais como: roda de conversa sobre as questões cotidianas, afro-brasileira e folclóricas onde a maioria das crianças relatou com detalhes as suas opiniões de forma clara e coerente em relação aos assuntos abordados. Houve um trabalho contínuo com livros diversos sobre os temas, lendas folclóricas, trava-línguas, parlendas, receitas e listas de nomes relacionados aos projetos desenvolvidos.

Em relação à linguagem matemática fizemos atividade de contagem de objetos e brinquedos, calendários, números, jogos matemáticos e problematizações com o objetivo de oferecer desafios com várias possibilidades de soluções, ampliando a escala dos números, levantando hipóteses e argumentações. Também demos continuidade ao trabalho com situações problemas e jogos matemáticos.

No cuidado de si, do outro e do ambiente demos continuidade ao Projeto Alimentação. Observamos que as crianças já estão aceitando melhor a introdução de alguns alimentos saudáveis principalmente grãos integrais (macarrão, pão e bolacha) e legumes que tinham muita resistência no primeiro semestre. Também estão fazendo o uso adequado do garfo e da faca. Na escovação orientada, iniciamos o semestre utilizando recursos que despertassem nas crianças a importância de uma boa higienização bucal. Utilizamos fantoches para a contação da história “O Jacaré com dor de dente” visando criar hábitos saudáveis na vida das crianças dentro e fora da escola.

Nas rodas de conversa reforçamos sobre a saúde na nossa boca, a escovação e o fio dental, as cáries, os doces e os dentes.

De uma forma geral tivemos uma boa participação das famílias no acompanhamento dos bilhetes nas agendas e parcialmente nos eventos da escola. O projeto leitura em casa tem como objetivo ampliar o repertório literário e proporcionar momento de prazer e estreitar laços afetivos dentro de casa. Ao retornar a escola com o livro na segunda-feira, realizamos uma roda de leitura e propomos que as crianças conversem sobre as leituras realizadas em casa. É prazeroso vê nos olhos das crianças o brilho em se expressar nas rodas como foi sua leitura, quem leu para ela e o que aprendeu com aquele livro.

Agradecemos a parceria e confiança das famílias nesse processo de construção do conhecimento, o respeito, o carinho e compreensão com que nos relacionamos no decorrer desse semestre.

 

Enviar comentário

voltar para 5C- Professoras Beth e Eliana

left show tsN fwR fsN|left fwR tsN|left show fwR tsN|bds b05|||news c05|fsN fwR normalcase c05 tsN|b01 c05 bsd|login news fwR normalcase c05|tsN fwR c05 normalcase|normalcase fwR c05|content-inner||